26/03/2018 _Como fazer um e-mail marketing de sucesso?
Como fazer um e-mail marketing de sucesso?

Você sabia que o e-mail marketing ainda é uma das ferramentas mais eficientes e com baixo custo no marketing digital? O contato personalizado com o cliente, o baixo custo de implementação e manutenção, a facilidade para mensuração dos dados e as milhares de ótimas ferramentas, entre outros fatores, fazem o e-mail marketing ter um lugar especial em uma estratégia de marketing digital eficiente. 

Segundo a Pew Research, 92% dos usuários adultos usam e-mails, sendo que 61% o fazem diariamente. Mas calma, há alguns itens que você deve considerar para sua campanha ser um sucesso. Nós sabemos, por exemplo, que as caixas de entrada de e-mail estão cada vez mais lotadas: há muito conteúdo sendo gerado a cada minuto e boa parte vai para spam. 

Além de fazer tudo extremamente certo para seu e-mail não cair em spam é preciso fazer todo o possível para que o receptor deseje abrir o seu e-mail. Parece uma tarefa simples: mas não é tanto assim. A concorrência é grande e o tempo cada vez mais escasso. Por isso, preparamos algumas dicas para você ser mais assertivo e cumprir o seu objetivo de conversão. Confira a seguir.


1- Nunca (nunca mesmo) faça tudo em uma imagem única

Por favor! Esse é um dos maiores pecados que você pode cometer. Veja por quê:

Afeta a taxa de abertura: muitos servidores bloqueiam as imagens e só a mostram somente se o usuário do email “autorizar”. Assim, muitas pessoas acabam perdendo o interesse. Sem falar que é muito mais fácil o e-mail cair em spam. Ou seja: as mensagens que contêm apenas imagem, sem nenhum conteúdo de texto em HTML, recebem alta pontuação de spam. 

Quando inserir uma ou mais imagens, recomenda-se também inserir o atributo ALT-text, ou seja inserir “legendas” que funcionam também como palavras-chave nas imagens que são facilmente carregadas, facilitando a pré-leitura por parte do usuário. Boa parte das ferramentas de e-mail já facilitam essa configuração. No entanto, o Windows Phone não processa ALT text, e em alternativa aparece uma mensagem para solicitar o download das fotografias. Por isso, a importância de construir seu e-mail em HTML  e texto e não somente imagem.


2 - Lista de e-mail qualificada é fundamental

Nunca faça um disparo sem ter a certeza de que sua lista é qualificada. Sempre verifique se ela contém e-mails atualizados e válidos. Além disso, é necessário checar se a lista contém leads que realmente têm interesse em receber a comunicação que você irá disparar em uma campanha de e-mail. 

Esses leads têm afinidade com a sua empresa e estão engajados? Isso faz toda a diferença. Uma base de e-mails desqualificada pode aumentar a taxa de hard bounce, afetar a taxa de abertura e comprometer o envio de e-mails futuros. A melhor maneira de obter leads qualificados é deixar eles se cadastrarem. Uma boa lista de contatos é composta por e-mails de pessoas que solicitaram e confirmaram (opt-in) o recebimento das mensagens que você irá enviar. 

3 - Assunto, Título e Conteúdo são reis

Sim, a verdade é que tudo isso faz muita diferença no seu e-mail. A começar pelo assunto. Você sabia que muitas palavras se inseridas no assunto e no corpo do e-mail podem jogá-lo diretammente no spam? O assunto precisa resumir o conteúdo, despertar interesse e fazer o usuário do e-mail tomar a iniciativa de abri-lo. Parece simples, não? Mas com a quantidade de e-mails recebidos diariamente, o seu assunto precisa ser muuuuuuuito interessante para que alguém queira abri-lo. 

O mesmo acontece com o título do corpo. Se não for interessante, o usuário nem continuará sua lista. Lembre-se de não incluir somente uma imagem com largura muito alta no cabeçalho, pois essa é a área mais visualizada. Sse não interessar e não transmitir o principal objetivo do e-mail nessa parte, sua campanha pode não ter tanto sucesso. Analise se a comunicação está de acordo com o objetivo criado, seja sucinto e inclua somente o necessário. Menos é mais.


4 - Design também é rei

Não é sobre fazer um e-mail bonitinho. É pela estrutura, disposição dos conteúdos e usabilidade. Isso mesmo. Cada coisa no lugar certo. O primeiro impacto conta muito. Não esqueça de que seu e-mail precisa ser responsivo, já que a maior parte dos usuários lêem os emails no celular. Não pode ser muito pesado, cheio de links e com muitas imagens, caso contrário, há grandes chances de cair no spam e, obviamente, precisa estar alinhado com a comunicação de sua marca e manual de branding. Leia mais aqui.


5 - Call to Action no lugar certo

Um dos maiores erros que as empresas ainda cometem é fazer emails sem os botões Call-to-Action, os famosos CTAs. É como levar o seu cliente a lugar nenhum. Mas pior do que levá-lo a lugar nenhum, é levá-lo a um lugar sem sentido e em desacordo com o objetivo da campanha. Por isso escolha muito bem para qual link faz sentido direcioná-lo. 

Os CTAs devem estar bem posicionados pois são um dos elementos mais estratégicos que o e-mail marketing possui à disposição para impactar o público. Assim como acontece em um site, um CTA no lugar errado pode facilmente tornar o conteúdo ineficiente. O texto no botão não pode ser muito longo, precisa ser direto e ter a ver com o seu público-alvo. Você pode também fazer testes A/B e enviar e-mails com diferentes CTAs para verificar qual terá mais cliques e funciona mais com o seu público.


6 - O histórico importa muito!

Analise qual é o histórico de envios, qual a quantidade de engajados da sua lista e se o domínio não está em uma Black List. Voltando a falar dos qualificados, você pode fazer uma análise do histórico de uso de cada um dos e-mails da sua lista. Há várias ferramentas que analisam se os e-mails têm boa reputação, bom histórico de uso, se estão ativos e fornecem uma pontuação de relevância que ajudam a compreender quais são os melhores e-mails que você tem em uma lista, para que você envie seus e-mails somente para contatos qualificados. 

Nós indicamos a Data Validation, ela não é 100% gratuita, mas fornece uma análise e pontuação completa para higienização do seu mailing ou lista.

Há uma ferramenta que pode analisar a sua campanha de e-mail e informar se está ideal e quais são os erros encontrados que podem fazê-la cair em spam:  Mail Tester. Ela indica inclusive se o seu domínio está em alguma Black List.

E a última dica: em tratando-se de e-mail marketing: tudo importa. Cada detalhe faz a diferença. Por isso faça tudo o que puder, pois a batalha para conquistar a atenção do seu público é constante. Se você pretende desenvolver uma campanha de e-mail marketing para atingir sua estratégia digital, conte com a Voük para criar campanhas de resultado. 



Voltar