20/08/2018 _Você sabe o que é One Stop Shop?
Você sabe o que é One Stop Shop?


Ou “One stop mart”, ou “One Stop Market”, uma grande novidade no mercado? Não, o conceito surgiu nos Estados Unidos em 1920 e só recentemente começou a ser utilizado aqui entre nós.
A ideia é ótima, o nome, em tradução livre quer dizer: Compras em um único lugar. Muitos de nós em algum(s) momento (s) precisamos de uma lavanderia, ou de uma costureira para pequenos reparos e ao mesmo tempo precisávamos ir a um barbeiro. Então tivemos que ir a lugares diferentes e procurar por pelo menos duas vagas de estacionamento. Foi a partir de situações semelhantes que os americanos criaram o “One Stop Shop”, ou seja, você vai a um único lugar onde encontra diversos prestadores de serviços (Cabelereiros, massagistas, costureiras, lavanderia, assistência técnica para eletroeletrônicos e muitos outros), também encontra lojas que oferecem diversos produtos, além de uma área de alimentação.
Nem todos os “One Stop Shop” instalados no Brasil você encontra todos os serviços e comercio variado, a maioria eram empresas que tinham bom acesso de pessoas e que foram diversificando os serviços e produtos oferecidos. Importante, em todos deve-se disponibilizar uma boa rede de “Wi-Fi”.
Por enquanto não podemos afirmar que os One Stop Shop viraram uma mania como aconteceu com os “Outlets” na década de 70 que em cada esquina de São Paulo encontrávamos um barracão industrial transformado em pseudos “outlets”, cuja grande maioria fugiam do conceito original, que era vender produtos de qualidade a preços bastante competitivos. A grande maioria era formado como um camelódromo, com produtos contrabandeados do Paraguai ou da Zona Franca de Manaus e acabaram sucumbindo.
Se você tem planos de montar um One Stop Shop, tem que dar especial atenção com a decoração e o conforto do ambiente. Planejar uma boa praça de alimentação, com pelo menos duas ou três opções de refeições,  lanches e também um bar que sirva cervejas artesanais. Tem que planejar uma praça de descanso com móveis confortáveis e, anexo a ela uma pequena praça de trabalho com mesas e cadeiras. O ideal seria ter uma costureira ou alfaiate, um sapateiro, uma pequena oficina de bordados, um barbeiro, um cabelereiro, uma lavanderia automática, uma livraria/papelaria ou sebo/papelaria, uma loja de presentes, lojas de roupas e calçados e uma farmácia. É evidente que não precisaria ter tudo isto, mas, quanto mais opções, mais garantias de sucesso. Porém existe um item absolutamente indispensável, um bom e seguro estacionamento, lembrando que uma boa parte dos frequentadores ficarão no local por bastante tempo.
Finalmente, a divulgação do espaço. Quanto mais longe de locais de grande afluência de pessoas mais investimentos em propaganda, utilizando diversas mídias, serão necessários. Se estiver em local com muito tráfego de pessoas, fazer a divulgação através de outdoors e de volantes (mini folders). Não se pode deixar de considerar o boca-a-boca, mas, para que isto ocorra será indispensável criar regras rigorosas quanto ao atendimento e qualidade dos produtos e serviços. Em ambas as situações um dinâmico marketing digital, principalmente com forte atuação nas redes sociais.


Por JM Macedo

Diretor de Pesquisa da Voük Comunicação




Voltar